Transmissão do Dharma

Pergunta: A transmissão do Dharma pode ser dada a uma pessoa ou a várias?

Resposta: Um mestre pode dar a transmissão do Dharma a vários discípulos, mas o discípulo recebe a transmissão somente de um mestre. Um discípulo pode receber a transmissão de um mestre e o deixar para ir praticar com um outro mestre. Entra na linhagem aquele que recebeu a transmissão.

Em geral, para um monge, existem três tipos de mestres.

O primeiro é aquele que faz a ordenação de monge ou de nome.

O segundo é aquele que faz a cerimônia de Hossenshiki – o combate do Dharma – que tem lugar quando se pratica num mosteiro, e para o qual se é convidado quando se é shuso por um período de ango de noventa dias. O shuso senta do lado do mestre. O mestre dá um bastão de bambu, shipei, que quer dizer que lhe autoriza a demonstrar que você tem força suficiente para defender o Dharma e mostrar quanto vale como mestre. Ele senta e todos os praticantes do ango lhe fazem perguntas. Cada monge pode colocar de cinco a dez perguntas e dependendo do número de participantes, isso pode equivaler a cem perguntas. Nos dias de hoje, tudo já é orquestrado e as perguntas e respostas já estão escritas e é necessário somente se lembrar delas. Isso tudo virou um ritual, uma cerimônia. Mas de qualquer maneira é necessário mostrar uma energia, uma força. O mestre que dá esta autorização é o segundo mestre, hobanshi, querendo dizer o mestre da bandeira do dharma porque quando se desenrola esta luta do dharma, ergue-se uma bandeira para anunciar para todo mundo que pode vir colocar uma pergunta.

Nos dias de hoje os monges em geral recebem a ordenação de seus pais. Depois de um treinamento no mosteiro, eles voltam e recebem a transmissão de seus pais e a linha vai de pai para filho. Nos tempos antigos, não era assim, podia-se ter dois ou três mestres.